gototop
EGOV
FacebookTwitter
Vlibras Aumentar Contraste Cores Originais
Sexta, 11 Agosto 2017

Nova Força.

  Professor J.W GRANJEIRO

O que você está fazendo agora? É algo que você realmente ama? Esta é uma questão fundamental na vida de qualquer trabalhador, inclusive dos que servem ao cidadão. Até porque, neste exato momento, milhões de pessoas estão fazendo o que as torna felizes, da maneira que as torna felizes.

A geração Y representa a nova força de trabalho global e tem grandes aspirações. Metade dela já possui ou planeja montar o próprio negócio. A mentalidade digital, líquida e coletiva que lhes são características já têm causado impacto no modo como trabalhamos.

A velocidade com que essa geração se conecta com o mundo determina o ritmo em suas relações de trabalho. Projetos que só farão diferença em longo prazo simplesmente não a estimulam. Além disso, esses jovens precisam de feedback (retorno de informação) constante para sentir que os esforços estão valendo a pena. A pirâmide empresarial tradicional não combina com essa geração entusiasmada por trabalhar com outras gerações de igual para igual e trocar conhecimentos.

Os millennials – nascidos entre 1980 e 2000 – têm o poder de descobrir as coisas sozinhos. É natural diversificar os canais e buscar meios informais de educação. No fim, o comprometimento profissional surge de forma natural. Além de um emprego, é importante ter um propósito, o que pode ser exercido de várias formas e ao mesmo tempo. Mobilidade de espaço e tempo tornam o trabalho sempre presente, em qualquer momento, em todos os lugares. Assim, pessoas com diferentes estilos têm mais liberdade para exercitar talentos, e até os mais introvertidos podem transformar ideias em negócios milionários. Você pode ficar de pijama, desde que mantenha atualizado e atraente o seu perfil on-line.

Flexibilidade é o caminho a seguir. Millennials e as novas gerações são fascinados por projetos em andamento e se sentem motivados com novidades. Têm entusiasmo pelo mundo aberto. Precisam, mais do que nunca, se sentir autônomos e adoram o desafio de participar e criar em colaboração. Podem mudar de direção com rapidez e desapego, vivendo melhor o presente, sem a ilusão de que podem controlar o futuro. A explicação é simples: quem se adapta melhor pode evoluir com as mudanças.

E você? Está fazendo o que ama neste exato momento? Não? Então, comece!

Professor J.W GRANJEIRO

Diretor-Executivo da Escola de Governo do DF

VOCÊ ESTÁ AQUI: Início Notícias Nova Força.