Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal

Módulo destaques da secretaria

A EGOV é o órgão responsável pelo aperfeiçoamento dos conhecimentos, das habilidades e das atitudes dos servidores do Governo do Distrito Federal. Para isso, oferece uma série de cursos, palestras e outras atividades, durante todo o ano.

 

As primeiras atividades presenciais de 2018 estão com inscrições abertas. As capacitações são gratuitas e com direito a certificado de conclusão com cumprimento mínimo de 80% da carga horária prevista.

Estão disponíveis os cursos de:

 

Excelência no atendimento ao cidadão – tem o objetivo reconhecer a importância do bom atendimento ao cidadão, o papel do atendente como agente público e identificar as competências essenciais ao atendimento de qualidade na busca da excelência na prestação dos serviços públicos.

 

Elaboração de Projeto Básico e Termo de Referência – o curso visa a capacitar os participantes para a elaboração e o aprimoramento dos instrumentos que nortearão a condução de licitações e a posterior execução contratual.

 

Gestão e fiscalização de contratos – tem o propósito de uniformizar os procedimentos relacionados à gestão e à fiscalização de contratos administrativos na administração pública, atualizar os participantes na legislação vigente acerca da gestão e da fiscalização de contratos administrativos.

 

Lei Complementar nº 840/2011 – tem o intuito de oferecer aos participantes visão sistêmica sobre a legislação específica aplicada aos servidores do Distrito Federal no que diz respeito às suas peculiaridades bem como sobre os direitos, deveres, garantias e penalidades aplicáveis.

 

Processo Disciplinar – apresenta aos participantes visão ampla dos procedimentos disciplinares, para que possam atuar de forma eficiente e eficaz em comissões de sindicância e em Processo Administrativo Disciplinar.

 

As inscrições podem ser feitas diretamente no site da Escola de Governo. Na página, estão disponíveis as informações sobre cada atividade, como carga horária, conteúdo programático e metodologia.

Para saber mais, acesse www.egov.df.gov.br.

 

Secretaria Adjunta do Trabalho da SEDESTMIDH informa que cursos gratuitos de Educação a Distância do Programa Qualifica Mais Brasília estão com inscrições abertas no portal de qualificação profissional no site www.qualifica.trabalho.df.gov.br.

 

Podem se beneficiar da oportunidade todos os cidadãos, inclusive os servidores dos órgãos do GDF, uma vez que objetivo do programa é fortalecer a política pública de trabalho, emprego e geração de renda, por meio da elevação da profissionalização da população.

 

As ofertas incluem os cursos de Assistente Administrativo, Assistente de Departamento Financeiro, Assistente de Departamento Pessoal, Auxiliar de Escritório, Operador de Sistema de Computador e Recepcionista, todos com carga horária de 160 horas-aula.

 

Há também cursos com 40 horas-aula de conteúdo, como Microsoft Excel, Análise de Crédito e Cobrança, Microsoft Word, Planejamento Estratégico, Inglês Básico Instrumental para Escritório e Ferramentas de Informática, Atendimento ao Público, Assistente de Marketing, Gestão Financeira, Recolocação Profissional, Telemarketing, Inglês para o Turismo, Espanhol para o Turismo, Espanhol Instrumental, Turismo Legal, Técnica de Vendas, Abrindo um Novo Negócio, Formação de Preço de Venda, Tornando-se um Microempreendedor Individual de Sucesso, Gerenciando Micro e Pequenas Empresas, Criando um Novo Negócio Digital, Gestão de Organizações da Sociedade Civil, Capacitação para o Voluntariado.

 

Ao todo, entre 2016 e 2017, foram qualificadas 20.615 pessoas.

 

Para saber mais, acesse www.qualifica.trabalho.df.gov.br, e dúvidas podem ser esclarecidas pelos telefones 3255-3781 e 3255-3766.

 

 

 

A EGOV é o órgão responsável pelo aperfeiçoamento dos conhecimentos, das habilidades e das atitudes dos servidores do Governo do Distrito Federal. Para isso, oferece uma série de cursos, palestras e atividades, durante todo o ano.

 

Para tal, conta com o auxílio de servidores para desenvolver e ministrar os cursos, desempenhado, assim, o papel de instrutores. Podem participar do Banco de Instrutores da EGOV os servidores estáveis, regidos pela Lei Complementar nº 840/2011, ou requisitados junto a municípios, estados e União, conforme disposto nos artigos 2º e 11 do Decreto nº 33.871/2012, comprovando a experiência acadêmica ou prática com o tema que vier a desenvolver.

 

Os servidores interessados em fazer parte do Banco de Instrutores de cursos presenciais da Escola de Governo devem-se inscrever nos Chamamentos de 2018.

 

A documentação exigida nos Chamamentos de 2018 deverá ser entregue na Gerência de Documentação da EGOV, situada no SGON, Quadra 1, Área Especial nº 1, das 9h às 17h.

 

Mais informações acesse: http://egov.df.gov.br/cursos-presenciais-2/.

 

A Escola Nacional de Administração Pública (Enap) oferece o curso de especialização na área de Análise de Dados em Políticas Públicas para servidores públicos. As matrículas podem ser realizadas até terça-feira, 9 de janeiro.

 

Apesar de ser voltado para servidores ou empregados públicos federais, servidores do Governo de Brasília também podem fazer o programa de pós-graduação, mas com custos.

 

A capacitação é direcionada para profissionais envolvidos com o monitoramento e a avaliação de políticas públicas. Os inscritos farão processo seletivo composto análise e avaliação curricular, de memorial, e de pré-projeto. Ao todo, o curso oferece 390 horas-aula, divididas em até três semestres letivos.

 

Veja o edital em http://www.enap.gov.br/documents/730933/0/Edital_abertura_analise_dados_2017.pdf/4fd8ca76-e2f5-4360-8692-85b711f07a77.

 

 

Com informações da Intranet/SEPLAG

 

A EGOV abrirá cinco chamadas para cursos de educação à distância, em 2018. Ao todo, serão seis cursos ofertados.

 

Os cursos são autoinstrucionais e têm carga horária variada. Versam sobre assuntos sensibilizadores, como Excelência no atendimento ao cidadão, Ética e serviço público, Transparência, ética e controle social, e sobre temas técnicos, como Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, Gestão estratégica com uso de BSC e Gestão de projetos.

 

A primeira turma estará com inscrições abertas a partir do dia 29 de janeiro, e o conteúdo on-line para os cursistas estará disponível a partir do dia 26 de fevereiro. Em 2017, quase 1.500 servidores concluíram cursos de educação a distância no ambiente virtual da EGOV.

 

Servidores, colaboradores e estagiários da EGOV festejaram o Natal com almoço colaborativo, no último dia 15, sexta-feira. Com adesão de todos os setores, o momento foi de fraternidade, no qual todos puderam celebrar os bons resultados de 2017. Além disso, o encontro favoreceu interação e diálogo entre todos os presentes.

 

Mais uma vez, a EGOV superou as metas estabelecidas. O diretor-executivo, professor José Wilson Granjeiro, agradeceu a presença de todos, o apoio para enfrentar os desafios de 2017, o empenho em todas as realizações e dividiu com todos as esperanças para 2018.

 

“Quando eu era pequeno, não tinha Natal na minha casa. Hoje, começo a celebrar a data já no final de outubro. É a festa tradicional que mais gosto. Espero que ano que vem celebremos a data juntos mais uma vez. Obrigado a todos pelas conquistas da EGOV em 2017. O trabalho de cada um foi importantíssimo para termos todo esse destaque”, afirmou.

 

Para saber mais…

 

Em 2017, a EGOV atendeu quase 18 mil servidores, que utilizaram as ferramentas de estudo disponíveis para se qualificarem. Ao todo, aconteceram 187 cursos presenciais e à distância, somando mais de 600 turmas.

 

 

   

   

   

   

 

No dia 8 de dezembro, foi realizado pelo Instituto de Previdência dos Servidores do DF (IPREV) mais uma edição do Iprev Debate, programa de Educação Previdenciária que tem como objetivo informar e estimular as pessoas a conhecer mais os instrumentos de previdência e as boas práticas de finanças pessoais que podem ser adotadas ao longo da vida.

 

A cada bimestre, um tema é escolhido e exposto por representantes do governo federal, dos estados e da sociedade. O tema apresentado nessa edição foi Governança – transparência e ouvidoria. A palestra abordou os mecanismos de interação com o público de aposentados e o resultado direto disso nos desafios vividos pelo Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) – sistema de previdência específico de cada ente federativo – do Distrito Federal bem como mostrou o papel dos órgãos de controle no monitoramento e a importância do controle social na gestão previdenciária, por meio da ouvidoria.

 

Entre os expositores, estavam o Coordenador  de Integração e Relacionamento  Institucional da Subsecretaria dos Regimes Próprios de Previdência Social do Ministério da Fazenda, Hélio Carneiro Fernandes; o Ouvidor-geral da União, Gilberto Walter Júnior; o Diretor de Acompanhamento de Ouvidoria das Áreas Social e Econômica, Rodrigo Vidal da Costa; o Coordenador-geral de Integridade da Controladoria-Geral da União, Ricardo de Oliveira Capanema; o Subcontrolador de Controle Interno do Distrito Federal, Lúcio Carlos de Pinho Filho; e o Coordenador-Geral de Auditoria da Área de Previdência da CGU, Cristiano Paulo Soares Pinto.

 

O Diretor-Presidente do IPREV/DF, Adler Anaximandro, também integrou os painéis de debates.  “Hoje discutimos governança e transparência. O aprendizado que eles têm que levar daqui é a importância de nós estruturarmos um canal de comunicação com o assegurado e com a sociedade no geral, para que isso seja usado como meio de avanço institucional, então cada um dos servidores presentes entenderam isso, que é importante ouvir o outro lado, para que o órgão consiga fazer aperfeiçoamentos. As melhorias não surgem apenas dentro do órgão, surgem também de críticas, sugestões e apontamentos feitos pela própria sociedade”, disse Adler.

 

Para o Coordenador-geral de Auditoria da Área de Previdência da CGU, Cristiano Paulo Soares Pinto, “normalmente, os maiores problemas enfrentados pelos servidores são os entraves. Qual é o papel específico de cada órgão, qual é o papel da CGU, qual é o papel do TCU, qual é o papel da polícia? Essas são as maiores dificuldades dos servidores. Muitos deles não sabem a função de cada ente”.

 

Claiton Brito, servidor da Controladoria-Geral do Distrito Federal, afirmou que “há possibilidades de se melhorar a gestão pública, partindo de ações vindas da ouvidoria, da participação social. A população demonstrando para o Estado aquilo que ela precisa, e o Estado tentando agir não só na sua vontade, mas naquilo que realmente o cidadão procura”.

 

“Nem sempre nós temos acesso a todos os programas que estão sendo desenvolvidos pelos órgãos federais e é bacana buscar conhecimento e saber que há pessoas trabalhando no Brasil todo para o bem da população”, disse Júlio César Amorim, servidor da Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão do Distrito Federal.

 

Para saber mais sobre os cursos oferecidos pela EGOV, acesse: http://egov.df.gov.br/sig/.

 

 

 

Por Pedro Lemos

 

No dia 8 de dezembro foi realizado na EGOV o Iprev debate, programa de Educação Previdenciária que possui como objetivo informar e estimular as pessoas a conhecer mais os instrumentos de previdência e boas práticas de finanças pessoais que podem adotar ao longo da vida.

 

A cada bimestre é escolhido um tema que apresentado para debate, onde são convidados representantes do Governo Federal, de outros estados e da sociedade para debater temas específicos. O tema apresentado nessa edição foi Governança – Transparência e Ouvidoria, onde foi discutido e aconselhado boas praticas para melhoria do Instituto de Previdência dos Servidores do DF (IPREV).

 

A palestra foi voltada aos mecanismos de Interação com o público de aposentados e seu resultado direto nos desafios vividos no RPPS do Distrito Federal, bem como mostrar o papel dos órgãos de Controle no monitoramento e a importância do Controle Social na Gestão previdenciária, por meio da Ouvidoria.

 

O Regime Próprio de Previdência Social é o sistema de previdência específico de cada ente federativo, que assegura, no mínimo, os benefícios de aposentadoria e pensão por morte dos seus segurados, ou seja, dos servidores titulares de cargo efetivo e de seus beneficiários.

 

Para compor a mesa, foram convidados o Coordenador  de Integração e Relacionamento  Institucional da Subsecretaria dos Regimes Próprios de Previdência Social do Ministério da Fazenda, Hélio Carneiro Fernandes, o Ouvidor Geral da União, Gilberto Walter Junior, o Presidente do Instituto de Previdência dos Servidores do DF (Iprev-DF), o Diretor de acompanhamento de Ouvidoria das Áreas Social e Econômica, Rodrigo Vidal da Costa, o Coordenador-geral de Integridade da Controladoria Geral da União, Ricardo de oliveira Capanema, o Subcontrolador de Controle Interno, Lucio Carlos de Pinho Filho e o Coordenador Geral de auditoria da área de Previdência da CGU, Cristiano Paulo Soares Pinto.

 

O Diretor Presidente do IPREV/DF, Adler Anaximandro diz qual a lição que os servidores devem levar da Palestra. “Hoje discutimos Governança e transparência, o aprendizado que eles têm que levar daqui é a importância de nós estruturarmos um canal de comunicação com o assegurado e com a sociedade no geral para que isso seja usado como meio de avanço institucional, então cada um dos servidores presentes entenderam isso, que é importante ouvir o outro lado para que o órgão consiga fazer aperfeiçoamentos. As melhorias não surgem apenas dentro do órgão, surgem também de criticas, sugestões e apontamentos feitos pela própria sociedade”.

 

Adler ressalta. “Nessa Palestra o destaque maior foi o Pró Gestão, mecanismo da Secretária de Previdência do Governo Federal que indica qual a linha gerencial que os institutos de previdência tem que seguir e a palestra do Papel das Ouvidorias que foi muito importante, mostrando que a Ouvidoria é um elemento essencial na melhoria da Gestão de órgãos públicos como um todo”.

 

Para o Coordenador geral de auditoria da área de Previdência da CGU, Cristiano Paulo Soares Pinto. “Normalmente os maiores problemas enfrentados pelos servidores são os entraves, qual o papel especifico de cada órgão, qual papel da CGU, qual papel do TCU, qual papel da policia, essas são as maiores dificuldades dos servidores, muitos deles não sabem a função de cada”.

 

Claiton Brito, Servidor da Controladoria Geral do Distrito Federal. “Há possibilidades de se melhorar a gestão publica, partindo de ações vindas da ouvidoria, da participação social. A população demonstrando para o estado aquilo que ela precisa, e o estado tentando agir não só na sua vontade, mas naquilo que realmente o cidadão procura.”

 

“Nem sempre nós temos acesso a todos os programas que estão sendo desenvolvidos pelos órgãos Federais e é bacana buscar conhecimento e saber que tem pessoas trabalhando no Brasil todo para o bem da população”, disse Júlio Cesar Amorim, Servidor da Secretaria de Estado de Planejamento.

 

Para saber mais sobre os cursos oferecidos pela EGOV, acesse: http://sig.egov.df.gov.br/.

 

 

Por Pedro Lemos

A EGOV é o órgão responsável pelo aperfeiçoamento dos conhecimentos, das habilidades e das atitudes dos servidores do Governo do Distrito Federal. Possui 18 salas de aula, equipadas com cadeiras especiais, ar-condicionado e projetores multimídia, auditório com 120 lugares, sala de estudos, com acervo de mais de 4 mil livros, dois laboratórios de informática e refeitório. Além disso, possui internet wi-fi nos dois blocos.

 

Os espaços da EGOV podem ser, também, utilizados por outros órgãos. Para reservas, é necessário encaminhar solicitação de salas e/ou equipamentos, com antecedência mínima de 15 (quinze) dias úteis da data de início do curso/evento, ao endereço eletrônico egov.reserva@seplag.df.gov.br, conforme dispõe a ORDEM DE SERVIÇO Nº 7, DE 2 DE OUTUBRO DE 2017.

 

As solicitações de uso dos próprios será avaliada pela Coordenação de Administração e Tecnologia, que autorizará a reserva, considerando parâmetros de disponibilidade e de conformidade com as ações de gestão pública e com o interesse do GDF.

 

Para saber sobre a missão, visão e valores da EGOV, acesse http://egov.df.gov.br/missao-visao-e-valores/.

 

Entre os dias 4 e 6 de dezembro, a EGOV capacitou servidores da Secretaria Adjunta de Turismo (SETUR) e de outros órgãos que atuam no atendimento ao setor, no curso de Turismo e a excelência no atendimento, que tem como objetivo fornecer conhecimentos básicos, a serem desenvolvidos como ferramentas de suporte à atividade turística.

 

Os instrutores do curso são servidores com experiência na área: Caetana Franarin, Eliane de Sá, Elisângela Barros, Nicole Ferreira, Rafael Carvalho e Rayane Ruas. O curso foi presencial, com atividades individuais ou em grupo, tendo exercícios práticos, testes e simulações.

 

No primeiro dia de atividades, o instrutor Rafael Carvalho, Analista de Políticas Públicas e Gestão Governamental, falou sobre a excelência no atendimento turístico e destacou: “Está sendo fundamental ministrar a turma, pois passar o conhecimento adiante é importante, ainda mais em um curso que proporciona ferramentas para os servidores trabalharem melhor a parte de atendimento a outras pessoas; especificamente, estou dando foco na autoconsciência e nas habilidades de comunicação, para eles se tornarem mais confiantes em si mesmos”, disse.

A cursista Leila Dourado, assistente técnica da Torre de TV, viu o curso como uma grande oportunidade. “Minha expectativa em relação ao curso foi a melhor possível, pois é muito importante estarmos a cada dia nos aperfeiçoando no nosso trabalho. Essa é uma grande oportunidade para todos nós adquirirmos conhecimento profissional especializado na área de atendimento”, ressaltou a servidora.

 

Também fez o curso Márcia Rodrigues, servidora igualmente lotada na Torre de TV, que dividiu com a turma um pouco sobre a experiência no curso. “Está sendo uma atividade essencial, que está nos dando outras perspectivas de como atender melhor. O instrutor nos traz uma visão diferente da que já estamos habituados a ter, e percebemos que até a forma com que respiramos quando nos comunicamos com as pessoas durante uma abordagem pode demonstrar algo para os turistas. A partir de agora, irei começar a fazer exercícios de respiração e ficar mais alerta para possíveis erros ao abordar as pessoas”.

 

Ao final dos cursos, os alunos recebem certificados de participação.

 

Para saber mais sobre os cursos oferecidos pela EGOV, acesse: http://egov.df.gov.br/sig/.

 

Por Pedro Lemos

 

Escola de Governo - Governo de Brasília

SGO Qd.01 Lote 01 Bloco A/B - Brasília/DF - CEP: 70610-610